20 julho 2012

ENTREVISTA FABIANE RIBEIRO

 ENTREVISTA FABIANE RIBEIRO




Batemos um papo delicioso com a autora e  parceira
FABIANE RIBEIRO !!

Confira a entrevista , eu AMEI *-* !


Primeiramente quero agradecer por ter aceitado nosso convite para nossa entrevista , é uma honra !

Eu que agradeço, flor!

1 – Vamos falar um pouquinho da sua segunda obra! Diga-nos como surgiu a ideia de escrever "Corações em fase terminal" ?

As ideias e a inspiração vêm sempre da vida! A minha inspiração vem de tudo ao meu redor, tudo o que já vivi, e tudo o que estava vivendo no momento em que escrevi o livro. Geralmente não há um fator específico que me inspire ou que traga a ideia para um livro, tudo vai surgindo aos poucos... Com o “Corações em fase terminal” também foi assim.

2 – Diga, a Cátia sua protagonista tem um pouquinho de Fabiane??

Um pouquinho, talvez, mas acho que de forma inconsciente da minha parte. No geral, tentei criar uma personagem bem diferente de mim, mas talvez algumas semelhanças sutis tenham escapado.

3 – Algum personagem seu foi inspirado em alguém próximo?

Não. Sei que muitos autores têm esse hábito e acho muito interessante, mas por enquanto criei os personagens sem uma inspiração específica. Talvez isso mude com o tempo. Mas, o que eu disse na pergunta anterior continua valendo, semelhanças com pessoas que conheço acabam ocorrendo de forma inconsciente. 

4 – Qual foi a sensação de dar seu primeiro autógrafo? Como você vê o carinho recebido pelos seus fãs?

A primeira vez que me pediram um autógrafo (foi em São Paulo, em 2010), eu fiquei olhando pra cara da pessoa por alguns segundos, eu não estava acreditando. Eu diria que foi “estranho” e muito legal.
Toda essa aceitação por parte dos leitores tem me surpreendido cada vez mais e me motivado a continuar meu trabalho, sempre com muito amor e dedicação. Só tenho a agradecer a cada leitor, o sucesso do livro é uma conquista que se dá a cada dia e que enche meu coração de alegria.

5 – Agora você esta com novo livro "Jogando xadrez com os anjos" !! Diga-nos um pouco dele.

Jogando xadrez com os anjos” é a história de uma garota de oito anos que vive na Inglaterra do pós-guerra. Ela é separada dos pais e passa a viver uma nova e dura realidade, com um novo casal. Entretanto, o último presente que ela ganha do pai é um jogo de xadrez. Em sua nova vida, ela passa por momentos muitos difíceis, mas devido à sua fé inabalável, pessoas especiais cruzam seu caminho para ajudá-la. Uma dessas pessoas é Pepeu, que passa a ser seu companheiro para as partidas de xadrez, salvando-a da solidão. E devido à ligação que o jogo representa entre ela e os amados pais, que estão distantes, ela passa a sonhar com um Reino Xadrez, no qual é livre, e onde faz amizade com as peças do jogo, que também a ajudam nas dificuldades de sua nova vida.
O livro foi lançado em 2011 e agora, em agosto de 2012, está sendo relançado pela editora Universo dos Livros.


 
6 – Depois do sucesso que ele já esta sendo, tem projetos novos em vista, pode nos adiantar alguma coisa?

Tenho quase trinta livros esboçados. No momento, estou prestes a lançar meu terceiro romance, “A gente ama, a gente sonha”. Ele está em revisão, mas gostaria de deixá-los com a sinopse, para que conheçam o enredo principal:

 Uma narrativa futurista, em que a população vê-se cercada de poluição, máquinas e redomas. Por um lado, as classes nobres conseguem proteger-se do céu alaranjado. Em contraposição, aqueles que preenchem as classes média e baixa estão à mercê do Maquinário (governo moderno) e de graves problemas respiratórios. Religião é algo extinto, assim como os sentimentos; árvores frondosas e diversas espécies da fauna são encontradas apenas nos museus naturais. E o que dizer dos sonhos? São controlados por máquinas, assim como tudo mais na sociedade. Nesse cenário, Vanessa, ou melhor, Nenê, encontra uma carta esperançosa de alguém que previa a destruição do seu mundo, mas que acreditava na cura do mesmo. Uma carta escrita há muitos séculos... No ano de 2012. A carta convida-a a repensar suas atitudes e as de seus semelhantes, ao mesmo tempo em que a leva a conhecer um novo mundo: Nenê, pela primeira vez, sonha sem programar a Máquina de Sonhos e, assim, acaba conhecendo um rapaz misterioso durante seu sono. Sem saber seu nome, ou sem ver sua face, Vanessa sabe que o ama e que deve fazer de tudo para encontrá-lo e, assim, resgatar valores perdidos pela humanidade. Em sua trajetória, ela tem que aprender a lidar com assuntos há muito tempo banalizados, como família, morte e amor. Um livro sobre robôs, sonhos, romance e, sobretudo, sobre a reinvenção do ser humano. 


Jogo rápido:

Livro preferido: A Cidade do Sol

Música: Angel, de Katherine Jenkins (é a trilha sonora do primeiro book-trailer do “Jogando xadrez com os anjos”).

Sonho: Continuar sempre escrevendo

Hobby: Passar tempo com meus cães

Comida: Japonesa

Alguém: Posso fazer mistério nessa?

Deus:


7 – Como está sua agenda? Bienal? Diga-nos a data e convide nossos seguidores.

Estarei na Bienal de SP, no estande da Universo dos Livros (Rua G, número 70) autografando o “Jogando xadrez com os anjos” dias 12 e 17 de agosto de 2012, das 11horas ao meio-dia. Espero vocês lá!


8 – Como seus fãs podem ficar por dentro das novidades?
Site: AQUI

 Blog: AQUI

Twitter: @fabiribeirovet

Skoob: AQUI

Facebook: AQUI


9- Onde eles podem adquirir seus livros?

A partir de agosto, o “Jogando xadrez com os anjos” estará nas livrarias de todo o país. Há também as vendas online, que estão disponíveis nesta página:  AQUI


10- E, para finalizar, deixe um recadinho para nossos seguidores!!

Agradeço o carinho, a oportunidade e o espaço para divulgar meu trabalho no blog. E quero dizer para todos: vivam seus sonhos e não deixem nunca de acreditar que a vida nos reserva boas surpresas!
E, citando meu próprio livro “Jogando xadrez com os anjos”: Não há idade para sonhar e, muito menos, para buscar sonhos antigos. Os sonhos nunca morrem”.

 
 

Um comentário:

Albuq disse...

Muito linda a história e muito simples a autora. Legal!